Dom Limacêdo e Pe. Fábio visitam população de rua com jovens samaritanos


O bispo auxiliar da Arquidiocese de Olinda e Recife, dom Limacêdo Antonio, e o vigário da Paróquia Sagrado Coração de Jesus, de Casa Forte, padre Fábio Paz, acompanharam na noite desta quarta-feira (23/02) o trabalho da Organização Não Governamental Samaritanos, que atende madrugada adentro à população em situação de rua do Recife.
Cerca de cem jovens que participam da ONG reúnem-se todas as quartas-feiras à noite na sede do Rotary Club do Recife, localizada na Praça de Casa Forte, e oferecem seus dons em favor de 280 pessoas que não têm moradia e que, por isso, dormem sob marquises, em praças e debaixo de viadutos da cidade. Dentre as ações dos Samaritanos estão a distribuição de alimentos e roupas, acolhida, assistência espiritual e promoção social.
Bispo e padre foram convidados não somente a conhecer o trabalho dos jovens, mas a vivenciá-lo, saindo com as equipes nas chamadas “rondas”. “Que bela experiência”, comentou dom Limacêdo. “Como é bonito ver pessoas tão jovens doando seu tempo e amor para os irmãos menos favorecidos; que riqueza de igreja nós temos, que paróquia tão viva é esta a de Casa Forte”, disse o bispo.
A voluntária Maria Eduarda Falcão conta que o grupo Samaritanos começou suas atividades em 2015, mas somente há poucos meses lançou-se como ONG, com inscrição no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas. “No início eram 14 jovens que se conheceram na Paróquia de Casa Forte e se reuniram com o propósito de ir às ruas para fazer o bem”, explicou. “Como diz a expressão ‘o exemplo arrasta’, outros jovens se uniram ao grupo original e os objetivos se alargaram, incluindo a promoção social dos atendidos com oferta de capacitação profissional, suporte para expedição de documentos e outros serviços”. Maria Eduarda explicou que as ações do Samaritanos têm a capacidade de reverter a “invisibilidade” das pessoas em situação de rua. “Nossos irmãos precisam de carinho, atenção, uma conversa saudável, precisam se sentir parte da sociedade, gente de verdade que tem importância para alguém”, completou.

Padre Fábio Paz elogiou e incentivou o trabalho dos voluntários de sua paróquia. “Na verdade, vocês estão saindo para encontrar nas ruas o próprio Cristo flagelado”, falou o padre aos jovens. E rezou com eles antes de vestir a camisa que ganhou de presente da ONG e partir para a ronda nas ruas. O padre percorreu as ruas do Espinheiro, Aflitos e Santo Amaro. Já Dom Limacêdo foi para a rota de Afogados, Madalena, Graças e Encruzilhada. O bispo conversou com um grupo de catadores de recicláveis que dormiam junto a carroças cheias de plástico e papelão. Discutiu sobre futebol, ouviu histórias, tomou café com eles. Na função de coordenador das pastorais sociais da Arquidioceses, o bispo afirmou que não vai se esquecer desta noite. “Saímos do Rotary depois das dez da noite e voltamos de madrugada. Agradeço a Deus por essa experiência que nos entristece pela realidade do irmão, mas que nos enriquece enquanto cristãos, mostrando o valor do amor fraterno”, comentou o bispo.

Para promover mudanças efetivas na vida da População em Situação de Rua (PSR), o grupo começou a participar de espaços e discussões de políticas públicas, integrando o Comitê Intersetorial Municipal de Atendimento à Pessoa em Situação de Rua e do Fórum Estadual de Atendimento à PSR. “O trabalho do Samaritanos está ligado à Campanha da Fraternidade deste ano, associando as responsabilidades das políticas públicas e nosso grito pelo direito de todos”, comentou dom Limacêdo.
Os interessados em doar água e alimentos para a população em situação de rua devem procurar o coordenador Carlos pelo telefone celular (81) 99657.4565.
FONTE:  Pascom AOR 




Share on Google Plus

About Marcio Bourbon

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários :

Postar um comentário